Cases de growth hacking: 5 empresas que hackearam seu crescimento.

Cases de growth hacking: 5 empresas que hackearam seu crescimento.

27 de Maio de 2019 0 Por admin

O Growth Hacking é uma estratégia que vem revolucionando a vida de muitas empresas nos últimos anos. Com ações inteligentes e experimentos que buscam novos caminhos para crescer nos negócios, o Growth Hacking resulta em números expressivos para quem se dedica a incorporá-lo no dia a dia dos negócios.

Empresas como AirBnb e Dropbox, gigantes em seus segmentos de mercado, já têm cases de aumento impressionante nas vendas, no número de clientes e em resultados diversos. Além de grandes marcas, pequenos negócios também já conseguem se beneficiar de ações de Growth Hacking.

Para entender melhor como todo tipo de empresa consegue lucrar com Growth Hacking, separamos 5 cases para você. Continue lendo e confira as estratégias, ações e resultados que diversas empresas já conseguiram por meio do Growth Hacking:

AirBnb – a história por trás do crescimento.

O AirBnb é conhecido como a maior rede de hospedagens do mundo – que não possui nenhum hotel próprio. De seu lançamento modesto em 2008 até hoje, a empresa cresceu a ponto de faturar US$ 93 milhões em lucro e US$ 2,6 bilhões em receita em 2017.

Em seu primeiro momento, a AirBnb entendeu a necessidade de escalar rapidamente seu negócio. Para isso, seus fundadores começaram a analisar a melhor forma de atrair consumidores até a plataforma, sem depender exclusivamente de mídia paga.

Para isso, realizaram pesquisas de mercado que se resumiram a responder uma única pergunta. Onde seu o público-alvo vai para procurar uma experiência de hospedagem fora dos hotéis tradicionais?

A resposta foi a plataforma de anúncios Craigslist. A partir daí, a Airbnb decidiu dar uma opção aos visitantes do seu site para compartilhar sua listagem no Craigslist também.

Com uma mensagem de marketing bem sutil, eles incentivaram as pessoas a compartilhar seus anúncios no Craigslist também. Em paralelo a isso, a AirBnb seguiu construindo uma experiência mais agradável e uma plataforma visualmente mais atrativa para o consumidor. Usando esse hack, o Airbnb chamou a atenção dos usuários do Craigslist e, como seus anúncios eram mais atraentes que os da outra plataforma, que sequer mostrava fotos dos locais, iniciou-se um ciclo de crescimento nos usuários.

Dropbox – o jeito simples de conseguir clientes.

O Dropbox é um grande nome que surge quando falamos de hospedagem de arquivos na nuvem. Como uma das startups de tecnologia mais famosas do mundo, o que ajuda a explicar esse sucesso é um ponto bem específico da sua estratégia.

O Growth Hacking do Dropbox se destaca pelo uso excelente de Marketing de referência. Muito adotado hoje por todo tipo de empresa, esse tipo de Marketing funciona como o tradicional boca a boca.

Hoje, grandes nomes quando Uber, 99 e até a PayPal já fazem ações do tipo, mas o Dropbox foi a primeira empresa a virar case de marketing de referência. A ação que impulsionou o sucesso, nesse caso, é bem simples.

O serviço do Dropbox oferece aos usuários espaço para armazenar seus arquivos na nuvem. A empresa opera com uma opção gratuita e planos pagos, com opções de maior espaço de armazenamento.

Nos primeiros anos de operação, o Dropbox percebeu que vinha gastando com marketing pago mais do que ganhava com as assinaturas. Aí que entra o hack que a empresa pensou para impulsionar os negócios. A ação que o Dropbox desenvolveu consistia (e ainda existe!) consistia em premiar usuários que indicassem amigos para utilizar o serviço.

A cada indicação completada, o usuário que indicou ganharia 500mb de espaço na sua conta. Dessa forma, o Dropbox passou de 100 mil para 4 milhões de usuários em apenas 15 meses.

Vale ressaltar também que o processo de indicação também foi desenvolvido de forma bastante simples. Com pouquíssimos cliques era possível enviar convites para amigos se cadastrarem no Dropbox. Por email ou por posts compartilhados nas redes sociais, todo mundo poderia sair ganhando na ação que garantiu milhões de novos usuários ao Dropbox.

Hubspot – pioneira na atração por conteúdo.

A Hubspot criou um dos maiores softwares de Inbound Marketing do mundo. A empresa é a pioneira no marketing de conteúdo e tem como clientes empresas de profissionais do mundo todo. Mas como a Hubspot se tornou a grande referência em seu mercado?

O que explica o sucesso da Hubspot é que ela faz exatamente o que prega. Desde o início de sua história, os fundadores da Hubspot investem pesado em criar conteúdo que capacite seus consumidores e chame atenção para as soluções mais avançadas que a empresa oferece.

Seu crescimento foi hackeado com ações como:

  • Disponibilização de ferramentas gratuitas que dão o primeiro passo para quem quer fazer Inbound Marketing;
  • Criação de conteúdo rico na forma de postagens de blogposts, ebooks e webinars para profissionais de marketing e vendas;
  • Fluxos de comunicação e marketing que levam o consumidor a querer conhecer mais sobre as soluções e avançar na jornada até uma compra.

O resultado dessas ações é o mais positivo possível. A empresa começou a operação em 2006 com 3 clientes. 12 anos depois, comemora mais de 375 milhões de dólares em faturamento.

Booking – conquistando totalmente a atenção do consumidor.

O Booking.com é um gigante quando o assunto é reservas em hotéis, pousadas e similares em todo o mundo. O site e os aplicativos móveis da Booking.com estão disponíveis em mais de 40 idiomas, oferecem 28.943.869 anúncios no total, e cobrem 141.118 destinos em 230 países e territórios no mundo todo. Todos os dias, o Booking fecha mais de 1.5 milhão de reservas por meio da plataforma.

Um dos segredos para o sucesso da plataforma é a forma como ela sempre realiza experimentos para atrair mais clientes. Como na base do Growth Hacking, o que o booking faz é testar uma série de gatilhos que podem levar um consumidor a fechar logo uma compra.

Nas palavras de Timo Kluck, chefe de desenvolvimento no Booking, nada é implementado na empresa sem passar por testes. O hackeamento do crescimento da plataforma acontece diariamente, sendo que mais de 1000 testes são realizados simultaneamente no site e apps da empresa todos os dias.

Na prática, quem acessa o Booking pode perceber a quantidade de gatilhos, mensagens e botões ao longo do site. Descontos, indicações de melhores preços, avisos de escassez e últimas vagas em hospedagens são sempre mostrados aos clientes com destaque. Tudo isso é mapeado para guiar o cliente a garantir logo a sua reserva.

Zapier – modelos de assinatura diferenciados.

A Zapier é um serviço de automatização de tarefas para negócios de todo tipo, além de integrações entre ferramentas e plataformas. Com Zapier é possível, por exemplo, integrar um pedido no seu e-commerce ao seu serviço de automação de e-mail marketing para desenvolver ações de relacionamento.

A Zapier existe para oferecer praticidade e seu modelo de negócio e aquisição de clientes também vai nessa direção. O hack, nesse caso, é oferecer um modelo chamado de freemium.

Sua abordagem freemium funciona oferecendo um plano gratuito limitado, para levar as pessoas a experimentar alguns zaps (ou seja, algumas integrações automatizadas). Os usuários têm direito a usar 5 zaps gratuitamente. Depois disso, eles sabem que automatizando algumas coisas em sua empresa, você terá dificuldades em não automatizar ainda mais as coisas. Portanto, se desperta o interesse no consumidor, a fim de convencê-lo a dar um upgrade no seu plano – pagando pouco e melhorando ainda mais o serviço de automatização que ele já está utilizando.

Modelos freemium já são utilizados por vários tipos de empresa, mas principalmente as que funcionam como SaaS. Esse tipo de negócio, chamado de software as a service, consiste em empresas cujo negócio é sua própria plataforma. Os SaaS geralmente funcionam vendendo assinaturas com planos diversos e essa é a melhor porta de entrada para utilizar o hack de utilização freemium.

Crossfut – expandindo o negócio rapidamente

Saindo do universo das grandes empresas internacionais, vamos a um case de uma empresa menor, mas não menos impressionante.

A Crossfut é uma rede de franquias brasileira que vende um projeto que mistura treinamento de futebol com funcional. Os franqueados adquirem um modelo de franquia que funciona como uma academia.

Como uma empresa jovem, a Crossfut enfrenta o desafio de conseguir o maior número de franqueados para se manter no mercado e lucrar cada vez mais. Com o Growth Hacking, esse objetivo está sendo conquistado.

A Crossfut recorreu à Engenharia de Marketing para impulsionar seus números e aumentar exponencialmente a aquisição de novos clientes. O que desenvolvemos juntos foi uma otimização total das páginas da empresa, gerando conteúdo que atacava em duas frentes. A Crossfut começou a atrair público interessado no mercado de franquias e empreendedorismo, enquanto chamava atenção também de quem buscava pelo segmento de saúde e bem-estar. Unindo os dois interesses, o Growth Hacking conseguiu aumentar o número de franqueados em 633%, tudo isso em menos de 1 ano de trabalho. No início do trabalho, a Crossfut contava com apenas 3 unidades franqueadas, hoje já são 23 franquias em atividade em todo Brasil.

Quer crescer e se tornar um case de Growth Hacking?

Qualquer empresa pode usar do Growth Hacking para se tornar um case como os que você acabou de ler. Não importa o segmento em que atuar ou o porte do seu negócio. Se o crescimento rápido e significativo também é o seu objetivo, descubra agora mesmo se podemos lhe ajudar neste processo.